A Prefeitura Municipal de Quatis por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade vem esclarecer que foi acionada na manhã do dia 14 de Dezembro, por volta de 9h e 10h, para averiguar o suposto atropelamento de uma onça na RJ 159, próximo ao Distrito de Joaquim Leite. O grupamento ambiental foi até o local e constatou que o felino estava sem vida e em estado de decomposição avançado, não condizente com a situação apresentada anteriormente de que havia acabado de ser atropelado.

Diante dos fatos levantou-se a hipótese de que o animal não morreu no local onde foi encontrado, e que possivelmente foi depositado no mesmo após a morte, pois não havia sinais de que o animal estava no local a mais de 24h e o estado em que foi encontrado demonstra que o óbito ocorreu há mais tempo. Como o local é afastado e não há relatos ou provas dos proprietários no entorno, não é possível encontrar um suspeito por tal crime ambiental.

Devido ao estado de decomposição em que o animal se encontrava não foi possível enviar para estudo sobre a causa da morte, sendo assim, o animal foi enterrado em local adequado. Mesmo com o estado de putrefação foi possível identificar a espécie Leopardus pardalisjaguatirica.

Após a finalização do relatório pelo Grupamento Ambiental, será registrado o Boletim de Ocorrência para averiguar o crime ambiental, e enviado também o ofício ao IBAMA a fim de informar sobre a presença do felino na cidade e para posterior monitoramento da presença de outros indivíduos da mesma espécie.

Acesse o documento da Nota no site da prefeitura pelo link: https://quatis.aexecutivo.com.br/arquivos/921/COMUNICADOS__2021_0000001.pdf.

Comentários do Facebook

Comments are closed.