O sucesso das medidas tomadas por decreto até o momento pela Prefeitura de Quatis para conter o avanço do Covid-19 no Município somente será alcançado se houver a participação comprometida da população. Esta é a avaliação do prefeito Bruno de Souza (MDB) que alerta para as próximas semanas que serão cruciais para uma avaliação sobre o movimento da doença no Estado do Rio de Janeiro como um todo e, em especial, no município. Para ele, a confirmação dos primeiros dois casos em Quatis servem como um alerta sobre a necessidade de não se afrouxar as medidas implantadas para combater o vírus.

Além dos dois casos de Covid-19 confirmados na última terça-feira, Quatis ainda aguarda o resultado de mais três casos suspeitos que estão em análise no Lacen/RJ. A cidade ainda não registrou nenhuma morte.

– O mapa traçado pelo Ministério da Saúde aponta que o nosso estado está entre os que nas próximas semanas pode ter um aumento considerável de pessoas contaminadas e provocar uma sobrecarga no sistema de saúde. Por isso não podemos relaxar nos cuidados – alerta o prefeito.

O prefeito destaca que apesar da redução do horário de funcionamento da Prefeitura, internamente o trabalho tem sido intenso e a cooperação de todas as secretarias têm sido fundamental nesses dias. Cada secretaria, dentro das suas funções, tem buscado alternativas para continuar funcionando e atender a população.

Investimento

Bruno entende que o surgimento de novos casos confirmados de coronavírus em Quatis será inevitável. Até o momento, os casos atendidos no Hospital São Lucas tem sido de moradores que apresentaram sintomas leves da doença e que após alguns dias de internação foram liberados para cumprir a quarentena em casa.

Apesar disso, a Prefeitura, através da Secretaria de Saúde tem trabalhado em um plano de atendimento aos pacientes já antevendo a possibilidade de aumento do movimento no hospital.

Nos próximos dias será montado ao lado do Hospital São Lucas uma tenda para a triagem de pacientes. Esta semana, a sala de estabilização da unidade de saúde ganhou o acréscimo de dois respiradores mecânicos, um monitor multiparâmetro e uma bomba de infusão, todos comprados pela Prefeitura. Os dois respiradores irão se juntar ao que já existe no hospital, aumentando para três equipamentos para atendimento emergencial. Estes equipamentos são fundamentais para pacientes com dificuldades respiratórias, um dos sintomas do coronavírus.

Diante da dificuldade que todas as prefeituras estão tendo para adquirir no mercado estes respiradores além de outros materiais, a aquisição desses equipamentos foi uma grande vitória da nossa secretaria de Saúde e da nossa cidade – comemorou o prefeito.

Ações preventivas

Segundo o prefeito, o Município vem fazendo tudo que está ao seu alcance para conter o avanço da doença e atuando conforme a orientação do governo do estado na adoção de medidas de prevenção. O município já passou por duas ações de higienização de ruas, calçadas, praças, fachadas de lojas e prédios públicos. Uma dessas ações contou com a parceria da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman).

O município adotou a barreira sanitária limitando o acesso à cidade.

Outras medidas tomadas fazem parte do decreto municipal assinado e determina o distanciamento social e busca evitar a possibilidade de aglomeração de pessoas como a suspensão de atividades e eventos públicos, fechamento de parte do comércio ou restrições no seu funcionamento, suspensão das aulas e, principalmente, adoção do isolamento social. Na última semana, teve início também a adoção do controle de acesso ao município com a instalação da barreira sanitária nas duas principais entradas da cidade e o fechamento de outros sete acessos.

O chefe do Executivo agradeceu as pessoas que estão atuando na linha de frente no combate ao Covid-19 arriscando suas vidas para salvar vidas como os profissionais de saúde, enfermeiros, médicos, guardas municipais, agentes sanitários, policiais, entre outros. Também fez uma referência especial à comunidade quatiense que entenderam o momento e todos os empresários do comércio e de outros setores da economia que vem ajudando a superar essa situação mesmo com seus negócios sendo bastante afetados.

– Nenhum gestor público gostaria de tomar essas medidas porque sabe os impactos que isso causa na vida das pessoas e, principalmente, na economia. Quatis é um município de poucos recursos e vive sobretudo da sua arrecadação para manter os serviços funcionando. Mas o momento agora é de preservar vidas. Por isso reforço o apelo para que a população redobre os cuidados e permaneçam em casa concluiu Bruno.

Comentários do Facebook

Comments are closed.