Prefeitura de Quatis aguarda chegada da vacina pentavalente

O coordenador do Programa de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde, Wendell Monteiro, informou, na manhã desta terça-feira, dia 14, que a Prefeitura de Quatis aguarda a chegada da vacina pentavalente para iniciar a imunização nas unidades médicas da cidade.
Ele esclareceu que os postos de saúde ainda permanecem sem as doses deste tipo do medicamento, pois a pentavalente estava em falta no Brasil. Só na semana passada o Ministério da Saúde recebeu os novos lotes, tendo iniciado a distribuição aos estados, que, por sua vez, farão o repasse às prefeituras. Ainda não há previsão para que o estoque da vacina pentavalente esteja normalizado em Quatis.
A vacina pentavalente protege contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e a bactéria haemophilus influenzae tipo B (bactéria causadora de infecções no nariz e na garganta). Ela deve ser aplicada em três doses, a primeira com dois meses de idade, a segunda aos quatro meses e a terceira quando a criança completar seis meses de vida.
A falta do medicamento nas unidades básicas de saúde do Brasil começou no segundo semestre do ano passado, quando alguns lotes foram reprovados por técnicos da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde. Com isso, o Ministério da Saúde precisou fazer uma nova aquisição no exterior, e a vacina começou a chegar na semana passada. Ao todo, nesta nova compra, foram adquiridos 1,7 milhão de doses para todo o país.
– Tão logo recebamos as doses da vacina pentavalente por parte da Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro, entraremos em contato com as mães ou responsáveis pelas crianças no sentido de chamá-las aos postos e promover a vacinação. Faremos ainda uma amplia divulgação pelos meios de comunicação a respeito do recebimento do medicamento – declarou Wendell Monteiro, acrescentando que o Município aguarda também a chegada da vacina DTP (contra difteria, tétano e coqueluche).
Com relação às doses da vacina contra o sarampo para as faixas etárias de seis meses a um ano, 20 a 29 anos e acima dos 39 anos, o coordenador de imunização da Secretaria Municipal de Saúde confirma que elas continuam sendo aplicadas normalmente nas unidades do Programa Saúde da Família, as quais se localizam nos bairros Nossa Senhora do Rosário, Mirandópolis, Jardim Independência e Jardim Pollastri, além da Casa da Criança, no Centro de Quatis.
Wendel Monteiro reforça ainda a importância da caderneta de vacinação ser apresentada aos profissionais dos postos de saúde, mas caso a pessoa não tenha este documento, “na dúvida se já foi vacinada ou não, a dose será aplicada”. Conforme divulgação da Secretaria estadual de Saúde, existe a expectativa de que quase dez mil novos casos de sarampo ocorram este ano no território fluminense, daí a importância de a população procurar os postos:
– Com exceção da pentavalente e do DTP, as unidades médicas da Prefeitura de Quatis estão abastecidas com os outros tipos da vacina contra o sarampo. Basta apenas que a população nos procure. Tanto os postos de saúde quanto a Casa da Criança funcionam de segunda a sexta-feira, de 8 às 17 horas – concluiu Wendell.

Comentários do Facebook

Comments are closed.

escort mersin konya bayan escort malatya bayan escort mersin bayan escort Skip to content