Receitas e despesas da prefeitura para 2020 são estimadas em quase R$ 67 milhões

O projeto de lei relacionado ao orçamento da
Prefeitura de Quatis (foto) para o exercício financeiro do próximo ano prevê a
receita e a despesa do Município em R$ 66.771.593,75. A informação foi
divulgada durante a audiência pública promovida pela administração municipal,
através da Secretaria de Finanças, na noite desta quinta-feira, 29. O encontro
ocorreu no auditório do Centro Administrativo 25 de novembro.

        O
montante previsto supera em pouco mais de R$ 100 mil o valor estimado para o
exercício financeiro de 2019, que foi fixado em R$ 66.566.937,95. Segundo o
prefeito Bruno de Souza, a previsão orçamentária destinada ao orçamento de 2020
foi elaborada, “levando-se em conta a realidade financeira do país, do Governo
do Estado do Rio de Janeiro e do Governo Federal”. A maioria dos recursos
financeiros aplicados pela Prefeitura de Quatis na realização de obras,
prestação de serviços e pagamento das despesas de custeio vem dos repasses
estaduais e federais.

        As três
secretarias contempladas com as fatias maiores do bolo orçamentário de 2020
foram as seguintes: Educação (orçamento previsto de R$ 15.356.624,70); Saúde
(R$ 13.754.177,74) e Obras, Urbanismo e Serviços Públicos (R$ 7.871.036,26). No
caso da Educação e da Saúde, a administração do prefeito Bruno de Souza continuará
investindo valores acima dos percentuais mínimos estabelecidos pela
Constituição Federal, que são, respectivamente, 25 e 15 por cento. Os valores
estimados pela prefeitura para 2020 foram de 30 por cento (Educação) e R$ 17
por cento (Saúde).

Em seguida, na proposta
orçamentária da prefeitura, correspondente ao próximo exercício financeiro, vem
as pastas de Finanças (R$ 4.135.666,93); Ordem Urbana (R$ 3.000.587,34);
Assistência Social e Direitos Humanos (R$ 2.441.406,06); Administração (R$
1.921.403,86); Desenvolvimento Rural (R$ 1.671.678,14); Trabalho e Renda (R$
1.546.733,43); Meio Ambiente (R$ 1.181.726,96); Transportes (R$ 1.080.532,34);
Governo (R$ 933.745,00); Secretaria Executiva do Gabinete do Prefeito (R$
597.230,82); Cultura e Turismo (R$ 463.190,65), além da Secretaria Municipal de
Esportes e Lazer (R$ 448.741,79).

As previsões orçamentárias da
Procuradoria Jurídica e da Controladoria Geral foram estimadas nos valores de
R$ 359.868,89 (procuradoria) e R$ 268.625,98 (controladoria). Ambas também são
consideradas repartições de primeiro escalão. O projeto de lei estima ainda as
receitas e despesas do QUATIS PREV (Instituto de Previdência do Funcionalismo
Público) em R$ 7.110.924,40.

Já a previsão feita para a
Câmara Municipal de Quatis é de R$ 2.617.659,45. O valor  relacionado ao poder legislativo corresponde a
sete por cento do orçamento total da prefeitura. A Constituição Federal
estabelece a obrigatoriedade de repasses dos orçamentos do poder executivo ao
poder legislativo, determinando percentuais máximos, segundo o número de
habitantes. O índice máximo fixado para as cidades com até cem mil habitantes é
de até sete por cento. A população estimada de Quatis, segundo levantamento
divulgado nesta semana, pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e
Estatística), está em 14.302 habitantes.

Apesar de o prazo legal para
o encaminhamento à Câmara Municipal, da proposta orçamentária da prefeitura,
ser o dia 30 de setembro, a Secretaria Municipal de Finanças já adiantou que
enviará o projeto antes desta data, “provavelmente na próxima semana”, segundo
a titular da pasta, Aparecida Regina dos Santos.

Além do prefeito Bruno de
Souza e da secretária de Finanças, participaram da audiência pública desta
quinta-feira os secretários municipais Adriano Palma Veras (Governo), Ana Lúcia
Galvão (Saúde), Cézar Salazar (Obras, Urbanismo e Serviços Públicos), Patrícia
Vidal (Educação), José Nelito (Transportes), Rosana de Almeida (Assistência
Social e Direitos Humanos), Vinícius Lima (Trabalho e Renda), Willian Vilela
(Esportes e Lazer), Carlos Canil (Administração) e Natália Fonseca (Secretaria
Executiva do Gabinete do Prefeito).

A Controladoria Geral do
Município foi representada pela assessora do setor, Tatiana de Oliveira,
enquanto a diretora Jéssica de Almeida representou a Secretaria Municipal de
Meio Ambiente. A diretora de Turismo, Ana Maria Campos, representou a
Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

Comentários do Facebook

One Comment

  1. 06/02/2020 at 2:34 pm

    Excelente conteúdo! É assim que se constrói transparência!

Leave A Comment

mersin escort akdeniz escort altinkum escort kizkalesi escort mezitli escort pozcu escort silifke escort susanoglu escort universiteli escort mersin rus escort mersin sinirsiz escort mersin ucuz escort escort mersin konya bayan escort malatya bayan escort mersin bayan escort Skip to content