Xadrez Nas Escolas: quase 90% dos alunos alcançam nota igual ou superior à média em Matemática

Um levantamento divulgado nesta semana pela Secretaria Municipal de
Educação mostra que 88,5 por cento dos 246 estudantes das escolas municipais de
Quatis atendidos pelo projeto Xadrez Nas
Escolas
(foto) tiveram nota igual ou superior à média exigida em matemática. O balanço corresponde ao
período de março, abril e maio deste ano. Já no caso da matéria sobre Desenho
Geométrico, o percentual de estudantes que alcançaram a nota mínima chegou a
cem por cento. Foram avaliados os aproveitamentos dos alunos nas duas
disciplinas que tiveram pelo menos 75 por cento de frequência nas atividades do
projeto.

        O projeto Xadrez nas Escolas é realizado nas
seguintes unidades de ensino da rede municipal: Maria Helena Rafael D`Elias –
Centro (17 estudantes atendidos pelo projeto); Julieta Pereira Sampaio (24);
Carlos Campos de Faria – Falcão (41); Benta Pereira – Joaquim Leite (10); CIEP
Municipalizado Marciana Machado D`Elias – Nossa Senhora do Rosário (90); Henry
Nestlé – São Benedito (36); Anésia Alves de Oliveira – São Joaquim (22) e
Santana – comunidade quilombola de Santana (seis). As aulas de xadrez são
coordenadas pela professora Fabiana dos Santos Aguiar Fonseca.

        Para a secretária de
Educação da Prefeitura de Quatis, professora Alessandra Almeida, o resultado do
levantamento mostra que a proposta de inserir o aprendizado sobre o jogo de
xadrez nas escolas municipais vem alcançando os objetivos da iniciativa, que
consiste em melhorar o rendimento escolar nas disciplinas de Matemática e
Desenho Geométrico; incentivar o raciocínio; estimular a memória; aumentar a
concentração e conscientizar os alunos sobre a importância do respeito às
regras:

        – O projeto Xadrez nas Escolas tem o apoio total da
administração do prefeito Bruno de Souza (PMDB) justamente por proporcionar as
condições necessárias ao perfeito aprendizado sobre as disciplinas de
Matemática e Desenho Geométrico, melhorando ainda o comportamento dos
estudantes no relacionamento em sociedade. Vamos continuar estimulando essa
iniciativa, pois estamos cientes dos bons resultados que ela proporciona aos alunos
– disse Alessandra.

        O levantamento detalha a
avaliação dos alunos em cada uma das escolas nas quais o projeto é
desenvolvido. Entre outros resultados, o balanço mostrou que, na Escola Maria
Helena Rafael D`Elias, mais de 70 por
cento
dos alunos matriculados no projeto alcançaram a nota mínima em
Matemática e cem por cento tiveram nota acima de 70 na disciplina de Desenho
Geométrico. Já na Escola Julieta Sampaio, o número de estudantes com nota
superior a 70 em Matemática atingiu 67
por cento
. Por sua vez, na Escola Carlos Campos de Faria (Falcão), 93 por cento dos estudantes tiraram
nota igual ou superior à média em Matemática e cem por cento alcançaram a pontuação mínima em Desenho Geométrico.

        Nas outras escolas
atendidas, os percentuais de alunos com notas iguais ou superiores à média em
Matemática foram os seguintes: Escola Benta Pereira (60 por cento), CIEP Municipalizado Maria Helena Rafael D`Elias (92 por cento), Henry Nestlé (80 por cento); Anésia Alves de
Oliveira (100 por cento); e Santana (cem por cento).

        Sobre o aproveitamento dos
alunos do projeto na disciplina de Desenho Geométrico, 43 por cento e 57 por cento
dos estudantes da Escola Carlos Campos de Faria, registraram notas acima de 70
e de 50 a 70, respectivamente.  No CIEP
Municipalizado, os índices alcançados em Desenho Geométrico foram de 60 por cento (acima da nota 70) e 40 por cento (notas entre 50 e 70). Já cem por cento dos alunos da Escola
Municipal Maria Helena D`Elias tiraram nota igual ou superior a 70 na matéria
de Desenho Geométrico.

 

        

Comentários do Facebook

Leave A Comment

Skip to content