Xadrez nas Escolas: projeto atende 250 alunos de Quatis

Ajudar
no rendimento escolar, desenvolver a criatividade e a concentração, além de
melhorar a autoestima dos estudantes. Esses são os objetivos do Projeto Xadrez nas Escolas, cujas aulas
foram retomadas na semana passada, pela Prefeitura de Quatis, através da
Secretaria Municipal de Educação.

 O projeto está sendo realizado em oito
unidades de ensino da área urbana e da zona rural, atendendo atualmente 250
alunos do terceiro ao novo ano do ensino fundamental, o que representa quase dez
por cento dos estudantes matriculados na rede municipal.

        O Xadrez nas Escolas
é realizado nas seguintes unidades de ensino: CIEP Municipalizado Marciana
Machado D`Elias – bairro Nossa Senhora do Rosário (quinta e sexta-feira);
Escola Maria Helena Rafael – Centro e
Carlos Campos de Faria – distrito de Falcão(em ambas, na segunda e terça);
Henry Nestlé – bairro São Benedito (terça e quarta-feira); Escola Julieta
Sampaio (segunda-feira); Escola Santana – comunidade quilombola (foto) e Escola
Anésia de Oliveira – distrito de São Joaquim, as duas na quarta-feira, além da
Escola Benta Pereira – comunidade de Joaquim Leite (às quintas-feiras).

        A secretária de Educação da Prefeitura de Quatis, professora Alessandra
Oliveira de Almeida, informa que as aulas são ministradas no contraturno, ou
seja, no horário fora do período de aprendizado convencional, exceto nas
escolas rurais, onde o projeto acontece em horários alternativos. Os estudantes
têm uma aula por semana sobre este esporte, com duração de uma hora, cada. As
aulas são ministradas pela professora Fabiana dos Santos Aguiar e o projeto tem
a coordenação do professor de Educação Física, Alexandre Monteiro Correa.

        Durante o primeiro semestre do ano letivo, os alunos que
participam do Projeto Xadrez nas Escolas
recebem noções básicas do xadrez e no semestre seguinte eles disputam os campeonatos
promovidos nas próprias escolas. Ao final do ano, a Secretaria de Educação
promove o campeonato municipal de xadrez com a participação de todas as escolas
atendidas pelo projeto.

        Alessandra destaca ainda outros benefícios proporcionados aos
alunos inscritos no Xadrez nas Escolas.
De acordo com ela, o projeto possibilita maior desenvoltura na tomada de
decisões; exercita o pensamento crítico; ajuda a promover a maturidade
intelectual; amplia a prática do conceito de disciplina; leva os estudantes a
ter mais responsabilidade em suas ações; e acelera a velocidade do pensamento.

Especialistas
no assunto acrescentam também que os estudantes interessados no projeto têm um
rendimento de 15 por cento a mais no aprendizado de matemática. O jogo de
xadrez promove ainda melhorias no aprendizado sobre as disciplinas de História,
Sociologia e Literatura.  Segundo um
levantamento feito numa escola do estado do Mato Grosso, em comparação com
alunos que não participam do projeto, as médias de notas dos estudantes adeptos
desta modalidade esportiva foram 93,3 por cento melhores.

 

Leave A Comment

Skip to content