Parceria com Conselho de Cultura garante mais uma etapa do projeto “Ruas que foram gente”

Realizado
conjuntamente desde o ano passado, entre a prefeitura, via Secretaria Municipal
de Cultura e Turismo, com o CULTUPPAQ (Conselho Municipal de Cultura, Turismo e
Proteção do Patrimônio Histórico e Ambiental de Quatis), o projeto “Ruas que
foram gente” teve mais uma etapa de realização nesta semana (foto).         O projeto, que consiste na afixação de
placas nas ruas com o nome e breves informações a respeito das personalidades
que as denominam, é apontado pela prefeitura como uma das ações principais na área
da cultura no período de janeiro de 2017 a dezembro de 2018.

        O projeto “Ruas que foram gente” é
custeado pelos próprios familiares das personalidades que dão nome às vias
públicas, os quais arcam com as despesas inerentes à confecção das placas, cujo
valor unitário se encontra atualmente em torno de R$ 130,00. Nesta semana,
equipes da prefeitura instalaram mais cinco placas, nas ruas Jaime Caetano,
Omar de Oliveira Barros, Antônio Teixeira Franco, Francisco Balbi e José
Ferreira de Carvalho. Na próxima semana, mais oito placas serão instaladas. Com
isso, chegará a 34 o número de placas colocadas nas vias públicas, através do
projeto.

         Titular da Secretaria de Cultura e
Turismo do Município, a secretária Rosina Porto frisa que as famílias
interessadas em aderir ao projeto devem entrar em contato com a pasta. A
Secretaria de Cultura funciona no Centro Administrativo do Município, de
segunda a sexta-feira, de 8 às 17 horas. Até dezembro do próximo ano, isto é,
2020, pelo menos cem placas deverão estar instaladas nas ruas, avenidas e
praças principais do Município.

         O convênio por meio do qual a
prefeitura começou a passar mensalmente cerca de R$ 3,5 mil à Corporação
Musical Nossa Senhora do Rosário; a implantação do Projeto Música Para Todos,
que atende mais de 30 moradores do Município de diversas faixas etárias, e se
encontra com inscrições abertas visando à formação de novas turmas; a
realização do Projeto Brincando com Quati, desenvolvido em parceria com outras
secretarias municipais, no sentido de proporcionar atividades recreativas,
esportivas e culturais aos estudantes no período das férias escolares; e o
Projeto Cinema Praça, que exibiu cinco filmes na Praça Teixeira Brandão, em julho
do ano passado, este último promovido em parceria com o Instituto Dagaz (Volta
Redonda), foram algumas das ações colocadas em prática pela prefeitura, na área
da cultura, no biênio 2017-2018.

         No entendimento do prefeito Bruno de
Souza (MDB), o lançamento, já em novembro de 2017, da exposição “Museu a Céu
Aberto” deve ser considerado também outra ação cultural importante no período.
A exemplo do projeto “Ruas que foram gente”, a exposição “Museu a céu aberto” é
realizada em parceria com o CULTUPPHAQ e visa preservar a memória histórica de
Quatis mediante uma mostra de fotografias, sempre no Dia de Finados (02 de
novembro), retratando as sepulturas de personalidades que contribuíram para o
desenvolvimento histórico, político e cultural da cidade.

          – Estamos reformulando ainda, dentro
da área da cultura, o projeto de dança realizado pela nossa administração.
Vamos às escolas municipais reforçar a apresentação desta iniciativa aos alunos
da rede municipal visando atrair o interesse dos estudantes em participar das
aulas de dança, que acontecem de segunda a sexta-feira, no Núcleo Cultural de
Quatis, próximo à Escola Julieta Sampaio, no Centro – concluiu o prefeito.  

Leave A Comment

Skip to content