Mais qualidade de vida: meta do plano de saneamento é alcançada antes do prazo

Ao comentar os resultados do “Ranking ABES para universalização do Saneamento 2019”, realizado pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, o prefeito Bruno de Souza (MDB) ressaltou que a existência do Plano de Saneamento Básico do Município de Quatis tornou possíveis os resultados positivos alcançados pela cidade. Neste ranking, entre outros bons números atingidos por Quatis, está o percentual 66,79 por cento (tratamento de esgoto). Na foto, a Praça Getúlio Vargas, no Centro da cidade.
Lembrando que o Plano Municipal de Saneamento Básico começou a vigor em 2015, durante sua primeira gestão à frente da Prefeitura de Quatis, Bruno frisou as metas para os serviços de tratamento de esgoto e abastecimento de água potável estabelecidas nesta mesma legislação: 60 por certo (esgoto tratado) e cem por cento (abastecimento de água potável), ambas até o final do exercício de 2020.
– Os resultados do mais recente levantamento da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental mostram que, no caso do tratamento de esgoto, a Prefeitura de Quatis bateu a meta antes do prazo previsto. Quanto ao sistema de água potável, no próximo ano, vamos atingir a meta de cem por cento com a construção do novo reservatório, que terá capacidade para armazenar mais um milhão de litros de água – disse o prefeito.
O Plano Municipal de Saneamento Básico entrou em vigor há quatro anos, através de uma lei sancionada pelo prefeito Bruno de Souza (MDB). Para o prefeito, a instituição do plano de saneamento esteve entre as prioridades da sua primeira gestão na prefeitura, “uma vez que esta legislação indicou as ações necessárias e mais urgentes visando tornar eficientes os serviços de esgoto sanitário e abastecimento de água”.
Além disso, segundo o decreto federal número 9.254/2017, após o dia 31 de dezembro de 2019, “a existência de plano de saneamento será condição para o acesso aos recursos orçamentários da União ou de financiamentos geridos por órgãos ou entidade da administração pública federal, quando destinados a serviços de saneamento básico”.
A partir do segundo semestre deste ano, o Plano de Saneamento começou a ser revisado por uma comissão nomeada pelo próprio prefeito, da qual fazem parte, representantes da Prefeitura de Quatis, e de dois conselhos municipais (Conselho de Saúde e Conselho de Defesa do Meio Ambiente).

Comentários do Facebook

Comments are closed.

Skip to content