Horta terapêutica auxilia tratamento de pacientes com transtornos mentais

Além
da ampliação do número de profissionais, da liberação mensal de uma verba do
Governo Federal para as ações no setor e da aquisição de novos equipamentos, que
se tornaram realidades na administração do prefeito Bruno de Souza (MDB), o
Programa de Saúde Mental da Prefeitura de Quatis passou a contar com um
complemento considerado importante por especialistas no tratamento de pacientes
com transtornos mentais, doenças nervosas e dependentes químicos: a horta terapêutica (foto)
cultivada na área do CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), que funciona no
bairro Bondarowsky.

             Especialistas apontam a contribuição
importante da horta terapêutica na recuperação da independência, da habilidade
manual e na melhoria da qualidade de vida entre os benefícios proporcionados
pela horta terapêutica aos pacientes da área de saúde mental. O projeto diminui
ainda o estresse e ansiedade, além de promover o relaxamento, a socialização e
o estímulo ao trabalho em equipe. O CAPS de Quatis dispõe ainda de outras ações
terapêuticas oferecidas aos pacientes que participam diariamente das atividades
promovidas na unidade. São elas: o artesanato, as rodas de conversa, o desenho
e a música.

             Na horta do CAPS, está sendo feito
este ano o plantio de berinjela, cebolinha, jiló, maracujá, mamão, chuchu e
couve, entre outras hortaliças. A produção é usada basicamente no preparo do
almoço oferecido aos 20 pacientes que recebem atendimento diário. O horário de
funcionamento é de 8 às 17 horas (segunda a sexta-feira). Recentemente, a horta
recebeu a visita de adolescentes do Programa Produtor Mirim, cujo técnico
agrícola, Paulo Sérgio Aguiar Coelho, também acompanha tecnicamente o cultivo
das hortaliças, feito pelos pacientes do CAPS.     

             Coordenado pela psicóloga Adriana
Cristina de Souza, o CAPS tem uma equipe multidisciplinar de profissionais formada
por um médico psiquiatra, três psicólogas, uma assistente social, uma auxiliar
de serviços gerais e uma cozinheira. A unidade – que, no segundo semestre,
receberá também um carro zero quilômetro da administração municipal – faz parte
do Programa de Saúde Mental da Prefeitura de Quatis, que oferece assistência
ambulatorial para crianças e adultos com profissionais especializados. Cerca de
200 pacientes são acompanhados pelo Programa de Saúde Mental, sendo que entre
eles estão os 20 moradores atendidos todo dia nas instalações do CAPS.

 

 

            

Comentários do Facebook

Leave A Comment

Skip to content