Geração de Renda: Quatis tem 625 microempreendedores individuais

O prefeito Bruno de
Souza (PMDB) destacou na manhã desta segunda-feira, 30, o Programa MEI
(Microempreendedor Individual) como uma das ações principais realizadas pela
Prefeitura de Quatis visando à geração de renda para trabalhadores da cidade.
Em Quatis, as ações do Programa MEI são coordenadas pela Secretaria de Trabalho
e Renda do Município. Segundo Bruno de Souza, atualmente existem 625
empreendedores individuais cadastrados em Quatis, os quais atuam em diversos
segmentos da economia do Município.

O levantamento
divulgado pelo Município aponta microempreendedores individuais na maioria das
comunidades da cidade, entre elas, Jardim Independência, São Benedito, Água
Espalhada, Nossa Senhora do Rosário, Santa Bárbara, Jardim Pollastri,
Bondarovski, Pilotos, São Joaquim, Mirandópolis, Barrinha, Falcão, Joaquim
Leite e Santana. Entre os microempreendedores individuais existem vendedores
ambulantes, artesãos, cabeleireiros, manicures, pedicures, pedreiros,
marceneiros, serralheiros, lojas de roupas e acessórios, pintores, doceiros e
salgadeiras, além de donos de bares, restaurantes e lanchonetes.

        –
O Programa MEI vem sendo uma ferramenta importante no

sentido de enfrentar a questão do
desemprego, problema que afeta a maioria das cidades brasileiras. A iniciativa
vem retirando muitos trabalhadores da informalidade, e gerando renda para
centenas de famílias residentes no Município. Em razão da sua importância no
cenário econômico de Quatis, o programa vai continuar recebendo da prefeitura
todo o apoio necessário para que novos empreendedores façam a sua adesão –
disse o prefeito, acrescentando que o projeto é realizado em Quatis por meio de
uma parceria da prefeitura com o Governo Federal.

Para se cadastrar
como um microempreendedor individual, o trabalhador interessado pode se dirigir
à Sala do Empreendedor, no prédio da Prefeitura de Quatis, no bairro Bondarovski.
Um dos requisitos que possibilita o enquadramento no Programa MEI é o
faturamento anual de até R$ 60 mil. Com a adesão ao programa, o trabalhador
recebe automaticamente a sua inscrição no CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas
Jurídicas), desde que não seja dono ou sócio de qualquer outra empresa
legalmente constituída. Cada microempreendedor individual pode ter até um
empregado registrado.

Os
microempreendedores individuais são isentos ainda do pagamento de tributos
federais (Imposto de Renda, PIS, COFINS E IPI). Eles pagam apenas uma taxa
mensal, cujo valor médio é de R$

50,00 (de acordo com o segmento explorado:
comércio ou indústria; comércio e serviços; ou prestação de serviços).

 

 

       

 

 

 

Leave A Comment

Skip to content