Febre amarela: vacina em Quatis é aplicada na Casa da Criança

A Secretaria
Municipal de Saúde informou que, atualmente, a vacinação contra a febre amarela
na cidade é realizada toda terça-feira, de 9 às 16 horas, na Casa da Criança
(foto), que se localiza na Praça Getúlio Vargas 7, a praça da igreja Matriz de
Nossa Senhora do Rosário, no Centro de Quatis. A aplicação semanal do
medicamento para diminuir os riscos de transmissão da doença faz parte de um
procedimento de rotina da Secretaria de Saúde, mas as autoridades médicas do
Município já estão planejando ampliar a imunização em Quatis, a partir das
próximas semanas.

        De acordo com a titular da Secretaria de Saúde do Município,
o trabalho de prevenção “está sob controle em Quatis”, devido principalmente à
ampla campanha de vacinação realizada no primeiro semestre do ano passado,
dentro das áreas urbana e rural da cidade. Em março do ano passado, o Município
de Quatis foi incluído no cinturão de proteção contra a entrada do vírus
transmissor da doença no estado do Rio de Janeiro em razão da proximidade da
cidade com a Passa Vinte, cidade de Minas Gerais, estado onde na época havia
sido registrado o maior número de casos da doença.

        – Agora, no começo de 2018, o aparecimento de casos suspeitos
no estado do Rio, incluindo a cidade de Valença, nos levou a planejar o reforço
da vacinação em nosso Município, que por enquanto vem acontecendo às
terças-feiras, na Casa da Criança. Devemos lembrar que Quatis dá acesso à cidade
de Valença pela zona rural. Estamos organizando a nova etapa de vacinação, e
vamos divulgar todas as informações para a população, mas tenho dados que me
permitem afirmar que a situação está sob controle em Quatis – disse a
secretária.

         Prioritariamente, devem
ser vacinadas contra a febre amarela as pessoas na faixa etária de nove meses a
59 anos. Os moradores de Quatis acima de 60 anos podem receber a dose do medicamento,
mediante autorização de um médico. A mesma orientação médica está sendo
solicitada de gestantes e mulheres que estejam amamentando. É necessário também
que as pessoas com viagem marcada para regiões consideradas de risco recebam a
dose da vacina.

        No ano passado, além de ter realizado a campanha de vacinação
nas unidades médicas dos bairros Jardim Independência, Nossa Senhora do Rosário,
Jardim Pollastri e Mirandópolis; e nos postos de Falcão e São Joaquim, a
Secretaria Municipal de Saúde foi às comunidades mais distantes da zona rural
com unidades volantes para ampliar o número de pessoas imunizadas. Entre as
comunidades atendidas com as unidades volantes estiveram áreas de São Joaquim,
Falcão, Joaquim Leite, Bom Retiro, Glicério e Fazenda do Bagre.

        Na semana passada, o Ministério da Saúde decidiu reforçar a
vacinação em 75 cidades brasileiras, das quais 15 se encontram localizadas no
estado do Rio de Janeiro. São elas: Belford Roxo, Duque de Caxias, Itaboraí,
Itaguaí, Japeri, Magé, Mesquita, Nilopolis, Niterói, Rio de Janeiro, Queimados,
Nova Iguaçu, São Gonçalo, São João do Meriti e Seropédica. O reforço nestes
municípios foi determinado devido à localização em áreas cobertas por matas, e
por causa também de três macacos mortos supostamente pela contaminação do vírus
da febre amarela. Só no ano passado, o estado do Rio de Janeiro registrou 27
casos da doença, dos quais nove chegaram ao óbito.

Leave A Comment

Skip to content