Febre aftosa: mais de 20 mil animais deverão ser vacinados em Quatis neste mês

A Secretaria Municipal de
Desenvolvimento Rural reforçou o chamado aos produtores rurais da cidade para a
primeira etapa da campanha nacional de vacinação contra a febre aftosa em
animais bovinos e bubalinos (búfalos), que começou nesta quinta-feira, 02, e
vai até o próximo dia 31 de maio. Dados do censo agropecuário realizado no ano
passado, pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), mostram
que, atualmente o rebanho bovino em Quatis é formado por 22.291 animais. O
mesmo levantamento mostra que, até o ano passado, existiam 18 cabeças de
búfalos no Município.

        Ao contrário dos anos anteriores, a dose da vacina contra a
febre aftosa foi reduzida este ano de cinco para dois miligramas. O medicamento
deve ser adquirido pelo próprio proprietário do rebanho, em lojas e
estabelecimentos previamente credenciados pelo Ministério da Agricultura,
Pecuária e Abastecimento. Uma das consequências da febre aftosa, além de danos
à saúde do animal, é o impedimento da comercialização dos produtos derivados,
entre os quais, a carne e o leite, que afeta toda a região onde o problema for
constatado.  

O
ministério justifica a redução da dosagem do medicamento, “tendo em vista que o
país está próximo de obter o documento relacionado à erradicação da doença por parte
da OMSA (Organização Mundial de Saúde Animal)”. A mudança já estava prevista no
Plano Nacional de Erradicação da Febre Aftosa. Neste mês de maio, deverão ser
imunizados todos os animais, independente da idade.

        De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Rural do
Município, além de arcar com a aquisição do medicamento, os produtores rurais
são responsáveis também pelo transporte da vacina até a propriedade, a
conservação das doses em ambientes refrigerados de dois a oito graus
centígrados e a aplicação nos animais.

Após
a vacinação ter sido realizada, os proprietários deverão entregar a declaração
atestando a imunização e a nota fiscal de aquisição das doses. Estes dois
documentos podem ser protocolados no Núcleo de Defesa Agropecuária de Quatis,
que se localiza nas próprias instalações da Secretaria de Desenvolvimento
Rural. A secretaria funciona de segunda a sexta-feira, de 8 às 17 horas, no
Centro Administrativo do Município.   

        Os sintomas principais da febre aftosa no rebanho são os
seguintes: surgimento de feridas na boca, tetas e entre as unhas; salivação em
excesso; locomoção com dificuldades (os animais passam a mancar); isolamento
dos outros animais; febre alta; tremores e redução na quantidade de leite
produzida diariamente. Além disso, os animais passam a comer menos e diminuem o
consumo de água. Técnicos em agropecuária explicam ainda que o vírus desta
febre se dissipa de um animal ao outro e pode contaminar a água e o solo.

       

 

Leave A Comment

Skip to content