Encontro reforça importância do movimento popular na definição de políticas públicas

Ao receber em seu gabinete, na manhã desta quarta-feira, 27, o presidente da FAMAQ (Federação das Associações de Moradores e Amigos de Quatis), Everaldo Santana Faria, o prefeito Bruno de Souza (MDB) reafirmou a importância do movimento popular na definição das políticas públicas realizadas por meio da administração municipal em favor dos próprios moradores. A FAMAQ reúne 14 associações de moradores dos bairros situados na área urbana e das comunidades que ficam na zona rural da cidade. Na foto, um ato popular realizado na Praça Teixeira Brandão.
Acompanhado por dois representantes de associações de moradores, Farias agradeceu pela disponibilidade permanente do prefeito em receber e ouvir a FAMAQ nos assuntos relacionados às reivindicações das associações comunitárias quanto às obras e serviços considerados necessários pela entidade nas comunidades do Município. Durante o encontro, o presidente da federação frisou ainda o relacionamento sincero que sempre prevaleceu entre a entidade e o atual chefe do poder executivo municipal.
– A FAMAQ e a Prefeitura de Quatis são instituições independentes, mas que também devem atuar de maneira unidas pelo atendimento dos anseios verdadeiros do povo da nossa cidade. Muitas ações ainda precisam ser colocadas em prática pelo poder público no sentido de suprir as demandas encaminhadas aos líderes comunitários para suprir as carências dos bairros e distritos. Mas precisamos reconhecer por outro lado que muita coisa também já foi realizada aos longos desses quase sete anos – declarou o presidente da FAMAQ.
Lembrando que o início da sua trajetória na vida pública em Quatis ocorreu por meio do movimento comunitário e religioso, Bruno fez um chamado para que a entidade fortaleça cada vez mais seu trabalho em Quatis pelo encaminhamento e o atendimento dos pleitos da população à prefeitura, “os quais são legítimos e precisam realmente chegar ao conhecimento das autoridades públicas”.
– Eu costumo dizer que os moradores de um bairro são aqueles que conhecem mais de perto as carências da comunidade, e devem apresenta-las ao poder público. E o diálogo direto, permanente e franco da administração municipal com a entidade representativa das associações de moradores se torna importante também por que através desta comunicação, o poder público tem outra oportunidade de explicar à população a real situação da prefeitura, no que diz respeito ao seu dia a dia financeiro e administrativo – declarou o prefeito, acrescentando que “a transparência representa outra bandeira do governo municipal”.
Bruno frisou ainda a participação importante do presidente da FAMAQ nas audiências públicas promovidas pela Prefeitura de Quatis com o objetivo de prestar contas a respeito das receitas e despesas do Município, além de tornar públicas as informações sobre as propostas orçamentárias e outros assuntos relacionados ao desenvolvimento de Quatis.
Só neste ano, por exemplo, a prefeitura promoveu três audiências públicas sobre a arrecadação e as despesas da administração municipal, e dois encontros desta mesma natureza visando apresentar aos moradores os projetos de lei correspondentes à LDO (Lei das Diretrizes Orçamentárias) e LOA (Lei Orçamentária Anual). Outra audiência pública, desta vez no começo de agosto, destacou a elaboração da lei de parcelamento do uso do solo. Nos próximos meses, será realizada uma audiência pública para debater a revisão do Plano Diretor Participativo, Estratégico e Sustentável de Quatis.
As entidades que fazem parte da FAMAQ são as associações de moradores das seguintes localidades: Boa Vista, Santa Bárbara, São Benedito, Bondarowsky, Jardim Pollastri, Mirandópolis, Barrinha, Falcão, São Joaquim, Água Espraiada, Centro, Pilotos, Santo Antônio e de Joaquim Leite. Os encontros mensais da FAMAQ acontecem na terceira terça-feira do mês, normalmente na Escola Municipal Henry Nestlé (São Benedito), já que a federação ainda não tem uma sede própria.

Comentários do Facebook

Comments are closed.

Skip to content