Decreto estabelece medidas contra transtornos da chuva na área urbana e em estradas rurais

O prefeito Bruno de Souza (MDB) assinou o decreto municipal número 2807/2019, que estabelece as normas para a Operação Verão. A Operação Verão é um esquema de prontidão visando atuar nos casos de possíveis transtornos no período de novembro a abril, época em que a precipitação pluviométrica anual (volume da água proveniente das chuvas) costuma ser maior numa comparação com relação aos outros períodos do ano.
Este esquema de prontidão vai vigorar, inicialmente, de novembro de 2019 a abril de 2020. Na época das chuvas, a atenção é redobrada também para as estradas rurais (foto), com o objetivo de garantir o escoamento da produção agropecuária.
Segundo o prefeito, por meio da Operação Verão, as secretarias municipais e outras repartições do primeiro escalão da Prefeitura de Quatis vão atuar de forma integrada, na prevenção de prováveis ocorrências provenientes das chuvas fortes ou outros desastres naturais, e no enfrentamento das situações de emergência. As ações vão ser coordenadas pela COMDEC (Coordenadoria Municipal de Defesa Civil), órgão vinculado à Secretaria de Ordem Urbana do Município.
– No período de vigência do decreto que estabelece a Operação Verão, as ações de prevenção vão ser intensificadas de acordo com previsões do serviço de meteorologia, no sentido de diminuir os riscos dos transtornos provocados por temporais e outros desastres, entre eles, alagamentos, transbordamentos de mananciais, deslizamentos, quedas de barreiras e ventanias. Em outro frente, precisamos estar preparados para socorrer as situações de emergência decorrentes dos temporais, muito comuns nesta época do ano – declarou o prefeito Bruno de Souza.
Fazem parte da Operação Verão as seguintes secretarias municipais: Ordem Urbana; Obras, Urbanismo e Serviços Públicos; Assistência Social e Direitos Humanos; Saúde; Administração; Finanças; Meio Ambiente; Transportes; Educação; Desenvolvimento Rural; Esporte e Lazer; Cultura e Turismo; Governo; Trabalho e Renda, além da Procuradoria Geral do Município; Controladoria Geral da Prefeitura de Quatis; e gabinete do prefeito.
Dependendo da previsão meteorológica, a prefeitura poderá decretar estado de observação, atenção, alerta máximo, situação de emergência e estado de calamidade, levando em conta os critérios estabelecidos pelo Conselho Nacional de Defesa Civil. Entre outras medidas, a situação de emergência ou o estado de calamidade agiliza a tramitação de procedimentos administrativos voltados à contratação de serviços destinados a atender os casos de urgência, tornando mais rápido com isso o socorro às vítimas de possíveis enchentes.
Bruno lembra que, ao longo do ano, a prefeitura realiza de forma permanente a operação de limpeza nos bairros da área urbana e nas comunidades rurais para prevenir a ocorrência de problemas causados pelas chuvas. A operação limpeza consiste nos serviços de desobstrução da rede de águas pluviais (bueiros), retirada de lixo e entulho das vias públicas e trabalhos de capina, entre outras ações. Neste sentido, Bruno reafirma a importância de a população fazer a sua parte, evitando o lançamento de lixo nas ruas, avenidas, praças e bueiros da cidade.

Comentários do Facebook

Comments are closed.

Skip to content