Chuvas: Defesa Civil divulga telefones para chamadas de emergência e reforça prontidão em estradas

A Prefeitura de Quatis
divulgou nesta terça-feira, dia 09 de janeiro, três números de linhas
telefônicas através dos quais a população poderá informar eventuais situações
de emergência em razão das chuvas fortes, que costumam ocorrer com mais frequência
nesta época do ano.

Embora
não tenha causado transtornos de grandes proporções, as chuvas ocorridas no fim
de semana provocaram entupimentos de bueiros, enxurrada de lixo para o meio da
pista e obstrução das valas laterais em estradas das regiões de São Joaquim e
Falcão, ambas na zona rural da cidade. Na foto, a estrada que dá acesso à
Amparo, uma das vias recuperadas pela prefeito em 2017.

        As chamadas de emergência poderão ser feitas pelos telefones
3353-6250 (de segunda a sexta-feira, entre 8 e 17 horas); 3353-6266 e 99936-6727,
os dois últimos em todos os dias da semana, incluindo sábados, domingos e
feriados, e no período de 24 horas. O prefeito Bruno de Souza (PMDB), que
percorreu na tarde desta segunda-feira, alguns trechos de estradas rurais na
região de São Joaquim, reafirmou a sua determinação no sentido de que cinco
máquinas, dois caminhões e 30 operários da Secretaria Municipal de Obras, Urbanismo
e Serviços Públicos permaneçam de prontidão com o objetivo de atender as
chamadas de emergência.

        – A partir de março do ano passado, intensificamos os
trabalhos de conservação e manutenção de praticamente todas as estradas rurais
de Quatis. Agora, quando entramos novamente no chamado período das chuvas,
estamos de prontidão para os prováveis transtornos que poderão ser provocados
pelas chuvas. A nossa prioridade é garantir o escoamento de produção leiteira.
Até agora, não tivemos nenhum trecho interditado, mas a prefeitura está em
alerta 24 horas por dia, principalmente devido à possibilidade de novas chuvas
fortes – disse o prefeito.

        De acordo com o Instituto Climatempo, organização que recebe
os dados de todas as estações meteorológicas do país, há previsão de chuvas
para Quatis até o próximo dia 18 de janeiro (quinta-feira da próxima semana), principalmente
nos períodos da tarde e da noite, exceto neste domingo, 14, quando não deverá
chover na cidade. Para Bruno de Souza, as informações deste instituto reforçam
ainda mais a necessidade de a população se manter em alerta 24 horas por dia:

        – No fim de semana, registramos transtornos nas estradas dos
Pinheiros, Uruguaiana e do Amparo, todas situadas dentro das dimensões
territoriais do distrito de São Joaquim. Não foi preciso interditar nenhum
trecho, já que os caminhões responsáveis pelo transporte de leite estavam
conseguindo circular. Mas diante da possibilidade de novos temporais,
precisamos redobrar os cuidados e é o que estamos fazendo, numa tentativa de
evitar que os produtores rurais tenham prejuízos, caso o leite não possa ser
transportado por causa de possíveis interdições de estradas – acrescentou o
prefeito.

        Entre os serviços realizados pela Prefeitura de Quatis no
período de março a dezembro do ano passado, quando o volume de chuvas costuma
ser menor, estão a abertura de cortes de água (valas situadas nas laterais das
estradas para o escoamento da água da chuva); desobstrução de bueiros;
colocação de escória; retirada de lixo e de entulhos; melhorias em pontes de
madeira; colocação de manilhas, além de roçada nas extremidades das vias. O
prefeito Bruno de Souza acredita que os trabalhos de manutenção e conservação feitos
pela prefeitura vão ajudar a diminuir os riscos de transtornos:

        – A prefeitura faz a manutenção permanente das estradas
rurais, mas é importante frisar que a natureza é imprevisível, ou seja, mesmo
com os serviços de manutenção, dependendo da intensidade das chuvas, não
podemos descartar a possibilidade de incidentes. Estamos realizando a nossa
parte e pensamos que a prevenção é importante também nesta situação – concluiu
o prefeito, lembrando algumas das regiões rurais atendidas com ações
preventivas no ano passado: Falcão, São Joaquim, Joaquim Leite, Glicério,
Fazenda Roma, Fazenda Bom Retiro e comunidade quilombola de Santana.

Leave A Comment

Skip to content