Bolsa Família: Rodas De Conversa Sobre Outubro Rosa Começam Pela Comunidade De Joaquim Leite

Por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, a Prefeitura de Quatis inicia nesta quarta-feira, dia 09 de outubro, uma série de encontros com os moradores da cidade cadastrados pelo Programa Bolsa Família. Os encontros terão como objetivos atualizar os dados relacionados à frequência escolar dos estudantes destas famílias e a realização de rodas de conversas voltadas à prevenção e ao diagnóstico precoce do câncer de mama e do câncer do colo do útero. As orientações serão transmitidas por técnicos das duas unidades do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), uma delas situada no bairro Jardim Independência e a outra no Centro.

Os dois primeiros encontros acontecem nesta terça-feira, dia 09, às 9h30m, na Escola Municipal Benta Pereira – foto (comunidade rural de Joaquim Leite), e às 14 horas, na Escola Municipal Carlos Campos de Faria (distrito de Falcão). Já no próximo dia 22, as atividades serão realizadas na Escola Municipal Irmã Elizabete Alves (comunidade quilombola de Santana), às 9h30m, e na Escola Municipal Anésia Alves de Oliveira (São Joaquim), às 14 horas. No dia 23 de outubro, a programação prevê os encontros para a unidade do CRAS do Jardim Independência (9 e 13 horas) e a unidade do CRAS situada no Centro (13 horas).

Segundo o Ministério da Cidadania, pasta do Governo Federal que coordena as ações do Bolsa Família em parceria com os governos estaduais e as prefeituras, no mês passado (setembro), o projeto atendeu 708 famílias residentes em Quatis, tendo transferido neste período para o Município o valor aproximado de R$ 147 mil.

O Programa Bolsa Família atende famílias com renda média mensal entre R$ 89,01 a R$ 178,00 por pessoa (situação de pobreza) e de até R$ 89,00 por pessoa (situação de extrema pobreza). As famílias devem ter também, em suas respectivas composições, gestantes, nutrizes (mulheres que amamentam) ou crianças e adolescentes com idade de zero a 17 anos. Entre os critérios exigidos para inclusão no programa estão a frequência escolar das crianças e dos adolescentes, além da carteira de vacinação, que deve estar rigorosamente em dia. Os valores do benefício vão de R$ 41,00 a R$ 205,00 / mês.

– A prevenção na área da saúde também é uma das atividades apoiadas pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos junto às famílias atendidas por este programa, daí a escolha do “outubro rosa” enquanto tema para as rodas de conversa que vamos promover em favor destes moradores, ampliando dessa maneira o trabalho de conscientização para diminuir os riscos do câncer de mama e do câncer do colo de útero – explicou a assistente social Flávia Paiva, coordenadora da unidade do CRAS localizado no Centro de Quatis.

Os números relacionados ao câncer de mama em todo o Brasil motivaram a escolha deste tema por parte da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos do Município. Levantamentos do INCA (Instituto Nacional do Câncer) indicam o diagnóstico de quase 60 mil novos casos no país por ano a partir de 2018. O mesmo estudo do INCA mostra que, a cada cem mil mulheres, 56 podem contrair a doença no Brasil.

Entre os sintomas de desenvolvimento do câncer de mama, além do nódulo nas mamas, estão os seguintes: alterações no formato ou no tamanho da mama; pele com aspecto anormal, semelhante à casca de laranja; vermelhidão, calor e dor, no caso de câncer de mama inflamatório; feridas e crostas na pele do mamilo (bico do seio); coceira frequente na aréola e no mamilo; inversão do mamilo/mamilo afundado; liberação de secreções ou sangue pelo mamilo; inchaços e nódulos nas axilas

Comments are closed.

Skip to content