Arrecadação maior que valor estimado gera recursos para novos investimentos

O superávit financeiro
(arrecadação maior que o volume inicialmente estimado para o ano passado) gerou
o valor de R$ 1.938.735,46 solicitados esta semana, à Câmara Municipal, pelo
prefeito Bruno de Souza (MDB), visando à abertura de créditos adicionais no
orçamento de 2019. A abertura destes créditos, desde que aprovada pelos
vereadores, vai garantir a inclusão da reserva dos recursos necessários à
realização de novas obras de infraestrutura no Município. Tecnicamente, a
reserva de recursos para determinadas despesas são denominadas dotações orçamentárias. Na foto, o
Centro Administrativo da Prefeitura de Quatis.

        Bruno de Souza explica que, como não era possível prever o
superávit alcançado pela administração municipal no orçamento de 2018, pois a
movimentação de recursos nos cofres municipais também depende da evolução da
economia, a criação de novos créditos adicionais na lei orçamentária da cidade
se tornou necessária. Segundo ainda o prefeito de Quatis, dependendo do valor a
ser movimentado no orçamento, a criação de novas dotações precisa ser apreciada
e aprovada pelo plenário da Câmara Municipal, daí o encaminhamento de quatro
projetos de lei nesta semana aos vereadores com este objetivo.

        – Ao justificar o nosso pedido de abertura dos créditos
adicionais, frisamos no texto das mensagens enviadas ao poder legislativo que a
solicitação tem como objetivo garantir recursos no orçamento para a realização
de novos investimentos a favor da população de Quatis, além de assegurar a
prestação dos serviços considerados essenciais aos moradores da cidade – frisou
o prefeito.

        Para Bruno de Souza, “o superávit verificado no ano passado
nas contas da prefeitura pode também ser considerado um reflexo positivo das
ações realizadas pela administração municipal com o objetivo de promover o
equilíbrio das contas públicas, principalmente a partir de 2015, quando a crise
econômica nacional e as dificuldades financeiras do Governo do Estado do Rio de
Janeiro diminuíram significativamente o volume de repasses para a prefeitura”.

        – Embora estejamos trabalhando desde o nosso primeiro mandato
à frente da Prefeitura de Quatis (2013-2016) pelo incremento das receitas
municipais, a maior parte das nossas receitas ainda é proveniente das
transferências federais e estaduais. Por isso, diante da crise econômica do
país e do nosso estado, adotamos várias medidas de contenção de despesas a
partir de outubro de 2015, as quais ainda estão em vigor, e continuam apresentando
resultados extremamente positivos, entre eles arrecadações de recursos próprios
superiores aos valores inicialmente estimados, o que nos tem permitido realizar
novas obras pela melhoria da qualidade de vida do povo quatiense – concluiu o
prefeito.

         

 

 

Comentários do Facebook

Leave A Comment

Skip to content