Ação de emergência é realizada no Céu Azul

     Através da Secretaria Municipal de Obras,
Urbanismo e Serviços Públicos, a Prefeitura de Quatis iniciou na manhã desta
sexta-feira, dia 27, a realização de serviços de emergência com o objetivo de
melhorar as condições das ruas do Loteamento Céu Azul para circulação dos
moradores deste bairro. O loteamento fica ao lado do Jardim Independência, nas
proximidades da área central do Município.

        Segundo
o titular da Secretaria de Obras, Urbanismo e Serviços Públicos, João Cézar
Salazar, que acompanhou pessoalmente o início da ação emergencial no Céu Azul,
a colocação de escória nas ruas do bairro (foto) vai estar concluída em no
máximo até o fim da primeira quinzena de fevereiro, pois o andamento dos
trabalhos depende das boas condições do tempo. Ele calcula que pelo menos 20
caminhões

de escória deverão ser utilizados na
realização dos serviços, os quais estão sendo feitos com o auxílio de uma
máquina moto-niveladora e de um caminhão.

        –
O serviço que começamos a fazer nesta semana nas ruas do Loteamento Céu Azul
representa apenas uma ação emergencial. É importante frisar bem essa questão. A
prefeitura tem a consciência dos problemas enfrentados pelos moradores em razão
das precárias condições das ruas, motivo pelo qual já está trabalhando com o
objetivo de resolver esses transtornos de forma definitiva. Mas diante dos
problemas causados pelas chuvas, iniciamos este trabalho emergencial até a
liberação de recursos externos para asfaltar as vias do bairro – disse o
secretário.

        O
valor dos recursos financeiros solicitados ao Governo do Estado para pavimentar
as vias do Loteamento Céu Azul gira hoje em torno de R$ 730 mil. A solicitação
foi protocolada junto à Secretaria estadual de Obras ainda durante o primeiro
mandato do prefeito Bruno de Souza (2013-2016). Visando agilizar a obtenção de
recursos destinados à obra, o Município vai recorrer também ao Governo Federal.

        –
Tanto o Governo do Estado do Rio de Janeiro quanto o Governo Federal dispõem de
programas voltados especialmente à liberação de recursos financeiros para obras
de infraestrutura. Portanto, vamos tentar os recursos numa dessas duas
instituições, já que o Município de Quatis não dispõe de condições para custear
a realização dos serviços de asfaltamento no Céu Azul com recursos próprios –
concluiu Cézar, acrescentando que o bairro é formado por mais de 80 lotes.

Leave A Comment

Skip to content